Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

hotel das letras_

Atención; Estación en curva! Al salir, tenga cuidado para no introducir el pié entre coche y andén.

Atención; Estación en curva! Al salir, tenga cuidado para no introducir el pié entre coche y andén.

hotel das letras_

12
Mar07

España merece otro Presidente

j-adn

De saida do Starbucks, em plena Recolletos, frapuccino ainda a escorrer pelas mãos, vejo-me ensarilhado numa multidão de bandeiras de Espanha, autocolantes Por La Libertad, cachecois com o Toro da Osborne, gritos e palavras de ordem. Mas o que é que eu estou aqui a fazer? Pergunto a uns marchantes que vem a ser aquilo, dizem-me que vamos protestar contra o levantamento da pena a um Etarra. Que vamos marchar contra o terrorismo. Contra o Zapatero, contra o Governo, contra o que mais houver.

- Ouça, jáo são 3 da tarde e ainda tenho roupa para ir lavar, não vou marchar contra ninguém.

Já de autocolante no bolso, sigo a manifestação por ruas secundárias, pensando eu inicialmente que as mesmas estariam mais tranquilas. Erro.

Durante quase 3 horas ando em circulos pelo centro de Madrid tentando encontrar por onde sair, de uma multidão de pessoas que me parece cada vez maior; 2,5 milhões de pessoas, segundo dados do El Pais.

Nunca tinha tentado fugir de 2,5 milhões de pessoas, e afianço que não é fácil. Por trechos de tempo, vencido, deixei-me ficar, fui vendo o desenrolar da pelicula, o chegar das personalidades. Questionei-me se não seria obrigação minha envolver-me na vida civica da cidade que agora também é minha. Se não deveria solidarizar-me. Conclui que não conheço o suficiente da história, para tomar assim partido.

Se a politica de Zapatero me parece a mais adequada? Não. Nunca considerei a hipotese de negociar com terroristas como válida. Mas não foi este mesmo povo que anda na rua que deu o poder a Zapatero? Desmemoriados ou militantes do PP, quiça foi esta mesma gente que entrou para a história ao eleger um lider com base num atentado dias antes. Provavelmente foi este mesmo povo que preferiu arriscar num quase desconhecido, ao aústero Aznar. Talvez o mesmo povo que ouvi no sábado chamar outra vez Señor Presidente a José Maria Aznar, passando Mariano Rajoy para 2º plano, e Zapatero para criminoso politico.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2006
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D