Terça-feira, 30 de Outubro de 2007
madrid

la calle, cañas, tapas, bocadillos, flamenco, el prado, arguelles, a escocesa, os chilenos, o loco, un piso tamanho wc, las borracheras, desayuno en portosin, las fiestas, lamoe, thyssen, metro, livros de pé, parque do retiro, telefonica, as rendas, tortillas de patatas, os chopitos, a jornada intensiva, o frio, o calor, o sol, a sueca, a francesa, o americano, dona elvira, don alfonso, almagro horas dentro, caminar, caminar, o atletico, tom waits, veranos de la villa, larrys, tugas, bola, corrida, cañas y cañas, jamon, cafes solo, cafes acompanhado, starbucks de frapucino, uma maquina de lavar para a polaca, atocha, o 11-m, a comunidad, o ayuntamento, la calle, barajas siempre barajas, t-4, fuma nao fuma, fica nao fica, sente nao sente, estudo, trabalho, leis, papeis, varanda para a rua, cine espanhol, a prensa diaria, o frio, la calle, una caña más, ...

 

hasta siempre madrid. 



zurzido por j-adn às 23:43
linker | teorizar |
|

lado b
Ho visto un rospo,
Un grosso rospo
Col muso smorto
E un occhio storto.

Hai visto un rospo
Tradizionale
O un animale
Un po' speciale?

Ho visto un rospo,
Un grosso rospo
Cha canta e balla
E gioca a palla!

Allora i un rospo
Pazzerellone,
i un matacchione
Di professione!

Ho visto un rospo,
Un grosso rospo
Che si i mangiato,
Un carro armato!

Bevendo vino,
In un baleno,
Ha fatto il pieno
Di un autotreno...

Ho visto un rospo
Che ha preso fiato,
Poi si e gonfiato
Ed e volato!

A questo punto
Si ha il sospetto
Che il rospetto
Sia un maghetto!



zurzido por j-adn às 20:02
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007
esse é o cara! (3)


zurzido por j-adn às 21:10
linker | teorizar |
|

esse é o cara! (2)


zurzido por j-adn às 21:09
linker | teorizar |
|

esse é o cara!


zurzido por j-adn às 21:06
linker | teorizar |
|

...

não fosse eu um gajo tão trombalazanas, e já tinha actualizado ali a barra da direita dos links.

comentava com meia dúzia de individuos entre mines a granel, a imprensa desportiva nacional. Como é possivel manter 3 diários desportivos? Sem contar com os gratuitos.. Chavão; em Inglaterra, pátria do pontapé na redonda, a secção do desporto não passa disso mesmo; de uma secção em qualquer jornal.

O que me leva a parangonas do estilo; Luisão diz que quer ganhar ao Maritimo. Pois, isto sim meus amigos é noticia. É sabido que todos os outros jogadores estão ali para fazer número, sendo o resultado secundário.

isto diz muito de um pais. conseguir encher chouriços desta maneira é pura arte. normal que segunda sondagem divulgada hoje nao malembra onde, metade dos portugueses leu UM livro o ano passado. Ou nem isso. É normal. Não há tempo. É preciso aviar a Bola, o Record e o Jogo, mais o trio de ataque e os comentários do Rui Santos na SIC Noticias. Estou curioso para saber que livro elegeu essa massa de gente..

 

numa ocasião, houve uma moça que me disse que estava muito numa de autores portugueses. isto em inglês resulta muito melhor; very into. pedi-lhe um exemplo. falou-me em Paulo Coelho. Bati-lhe com uma pedra no sobrolho.

não que desssssimpatize muito com o senhor, atenção, isto cada um com a sua, a dele é aquela de evangelizar nas bombas da BP, com mensagens subliminares tipo senhor cão preto. quem não viu o filme, que visse.

esta cena de começar as frases com letra pequena não é para fazer estilo, é em protesto aos gajos que ainda nao inventaram um teclado que adivinhe essas coisas. alem do mais, escrevo num teclado estrangeiro, que esconde a maioria das funçoes básicas do portugues.

este texto está uma cagada. é segunda feira. estou demasiado amassado para desenvolver mais do que isto. ide á vossa vida.

como o cinema. para entender o fenomeno, há que recorrer aos classicos. nao se começa a estudar fisica quântica sem primeiro aprender a tabuada. o Casablanca é a tabuada do cinema. Depois da visualização estética entre as milhoes de nuvems dos cigarros fumados por todos os actores, a serio aquela gente deve ter quinado toda de cancaro do pulmao, uno entende uma serie de variaveis e sequelas que plagidamente vao sendo coladas no peliculame actual. We will always have Paris, e i think this is a beginnig of a beautiful friendship, faz agora mais sentido que nunca.

faltam 2 dias para me ir embora de madrid. porque será que nao me apetece ir? amanha, amanha penso sobre o assunto.

 

 



zurzido por j-adn às 20:33
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (3) |
|

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007
tiradas
queria escrever aqui um texto pejado de lógica para no fim poder rematar com "i rest my case", no original " descanso a minha mala", mas não me sai nada.

zurzido por j-adn às 23:49
linker | teorizar |
|

...

O BES é aquele restaurante familiar que tendo a oportunidade de comprar a Pizza Hut não o faz, para não perder a mão nos seus cozinheiros.



zurzido por j-adn às 23:46
linker | teorizar |
|

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007
peter, bjorn & john - young folks


zurzido por j-adn às 12:44
linker | teorizar |
|

goiabada

"Então o grande JÊNHO da arquitetura brasileira projeta um prédio para uma biblioteca, ao custo de R$ 42 milhões para os "cofres públicos" (also known as meu bolso e o seu, leitor otário, mon semblable, mon frère), que simplesmente NÃO PODE ser usado porque é envidraçado -a luz do sol esturricaria coleções inteiras. E eu, que pensava que o Niemeyer só não gostasse de gente habitando as obras dele, vejo que nosso fóssil stalinista também curte brincar de "Fahrenheit 451" com os livros dos outros.

Eis o exemplo vivo de que aquele papo de "sobrevivência dos mais aptos" é totalmente furado, exceto se "mais aptos" = "mais burros". Gente muito inteligente, às vezes, não segura a barra e se mata; os imbecis não só vivem mais como procriam e projetam. And the jerks shall inherit the Earth. "

 

pura goiaba



zurzido por j-adn às 10:41
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

...
Índia: Elefantes embriagam-se e morrem electrocutados. Pelo menos seis elefantes asiáticos, entre os quais três filhotes, morreram electrocutados depois de se embriagarem com cerveja e baterem em cabos de alta tensão no nordeste da Índia, indicaram hoje as autoridades.

zurzido por j-adn às 10:32
linker | teorizar |
|

Terça-feira, 23 de Outubro de 2007
...
o meu sonho era comprar um bigode e deixar crescer uma ford transit

zurzido por j-adn às 14:19
linker | teorizar |
|

Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007
...

 

robin thiodet



zurzido por j-adn às 21:33
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

timming

Quando finalmente passados meses de convivência com seres de todos os hemisférios e planitudes, comparto piso com uma sueca digna dessa nacionalidade, seja, cumpridora de todos os minimos olimpicos com distinção, consigo destruir com a naturalidade de um elefante toda e qualquer hipotese  de iniciar  uma colorida amizade.

 

Apesar do entra e sai, entre paredes consegui colocar um convite para dividir um arroz de sardinha, adicionando ao  acompanhamento ao prado que a nordica se confessou fã, ainda para mais sabendo de antemao a cagança com que lhe ia mostrar  a lusa paula rego (de quem nao sou especial aficionado apesar de entrar na mesma onda do realismo). O convite ficou suspenso á espera de melhores dias na agenda da terra dos volvos.

 

A coisa corria mais ou menos. Sequer poderia dizer que corria especialmente bem, ou mal. Pareceu-me haver alguma receptividade, embora escondida numa sensual timidez nordica. Joguei os trunfos quase todos. Carga pesada. Jeff buckley, tom waits, leonard cohen, miles davis, até apelei inclusivamente ao jacques brel mais todo rang-rang do music-hall francês. Nada. Não havia maneira de atrair a presa ao covil.

 

Até que chegou nicola piovani, com o soundtrack do il postino. Uma traila vencedora. Assoma-se assim á minha exigua habitação este belo especimen finalmente ás custa de indigar sobre a melodia.

 

O problema meu caro Vidimer, é que segundos antes tinha soltado uma farpa frutada pela favada asturiana do jantar. E como fedia meu caro, como fedia....

Saiu quase com a mesma velocidade que entrou, enquanto entre golfadas de ar lhe tentava aprofundar a influência da escola italiana de compositores na sétima arte.

A história da minha vida portanto. 


múzzika: nicola piovani

zurzido por j-adn às 20:44
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (5) |
|

...

a tendência para personalizar as questões....

porque não se consegue ter uma conversa sem vir á baila;

pois que eu uma vez.. eu comigo passou-se isto assim assim, eu se fosse comigo... etc

 

sem sair da carcaça torna-se dificil ter uma visão objectiva seja do que for.

 

 



zurzido por j-adn às 20:39
linker | teorizar |
|

Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007
cor de tudo

 

brasil,

o pleno contrasenso, terra onde a beleza e o horror dormem e acordam no mesmo leito. 

onde a musica soa como em nenhuma parte do mundo, em que  a bossa solta  notas de alegria com a mesma facilidade com que planta lágrimas.

o clima segue o diapasão de toda a restante orquestra, intervalando calores africanos com chuvadas coloquiais.

é o branco e negro. o riso e o choro. o doce e o salgado. o melhor e o pior.

a promessa adiada, o sonho americano dobrado, o maravilhoso mundo do faz de conta.

o melhor pais do mundo dentro do pior.

o amor e o odio.

é dificil odiar o brasil por ser tão fácil de amar. 

a vigarice e a honestidade dentro do mesmo ser.

a fome e abundância.

os finais de tarde na lagoa e os tiros no morro.

nelson rodrigues, vinicius, drummond, o brasil das pessoas.

o brasil do humor, da risada fácil, do positivo,

da voz da rua, da entreajuda popular por detrás da miséria,

dos volkswagens a cair de maduros que vagueiam pelas BR´s.

um pais que nasce todos os dias com vontade de se reinventar,

um criminoso  que se enterra nas areias do turismo.

o crediário para comprar ultimo modelo,

onde as ninfas vivem como jamais foram pintadas.

do som da roda de samba em qualquer boteco,

do choppe a escorrer entre deliciosa conversa.

de joão gilberto, chico, caetano,

do malandro carioca tirando vantagem,

do paulista metido á besta,

de todo um pais ligado pelo sentir brasileiro,

de todo mundo e lugar nenhum.

lindo e horrivel.

emigrantes em terra propria. estrangeiros em casa.

o brasil do choro e do sorriso, tormenta de emoções

o beijo, o olhar, o sentir,

 

o brasil não merece o brasil.

 

 


múzzika: pe do meu samba - martinalia

zurzido por j-adn às 23:15
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

...
Dan: : Didn’t fancy my sandwiches?
Alice: Don’t eat fish.
Dan: Why not?
Alice: Fish piss in the sea.
Dan: So do children.
Alice: Don’t eat children either.

zurzido por j-adn às 15:11
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

...


zurzido por j-adn às 14:30
linker | teorizar |
|

Amilcar Matias que nos chega de Cinfães

eu bim ao parque das nações á manifestação contró guberno, mais a mais proque fazia tempo que num binha a lesboa, olhe desde a expor nobentoito quando vim mais a  patroa, mas desta bez ficou im casa porque anda a contas com a coluna.  

tamos aqui pra manisfestar porque cunceteza num tamos de acordo com o que este goberno tá a fazer as pessoas, tá mal, isto quem se lixa é sempre o zé povinho tá a ber? e essas mulas lá dentro a comer e a buber tudo á conta! Chulos!

 



zurzido por j-adn às 14:20
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

...

 

hotel soho

 

alfredo arribas, franc aleu, vernen panton

 



zurzido por j-adn às 00:01
linker | teorizar |
|

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007
HOT

merece a pena vir a barcelona, nem que seja só para comer e dormir nesta orgia de design. No negrojo, a parte de baixo é toda vermelha, a parte de cima é toda preta. O sushi é du best e a peseta nem é muito alta.

no hotel; - um botão no quarto que diz HOT -

ora o botão está ao lado dos controlos de luzes e rádio, portanto a dedução lógica para um moço simples do campo, seria que aquilo fosse o controlo da calefação ou algo similar.

Premindo o botão HOT, as luzes ficam avermelhadas/alaranjadas, e baixam automaticamente as persianas! De puta madre! Evidentemente perante este cenário, só faltando o som ambiente Barry White, fiquei á espera que saltasse alguma sindicalizada na vida fácil de um armário. Afinal não. Era mesmo só isto.



zurzido por j-adn às 23:17
linker | teorizar |
|

...

 

hotel soho - barcelona



zurzido por j-adn às 23:16
linker | teorizar |
|

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007
guerra dos sexos

 

paulo autran / fernanda montenegro



zurzido por j-adn às 20:30
linker | teorizar |
|

receita de arroz com atum

 Este blog não diz piaçaba. Este blog diz piassava, um neologismo adaptado ás traquitâncias magnéticas do teor etilizado, nas entrefolhadas visões das mucosidades contêmporaneas. É o quê pá!?

pela mesma forma que uno não pode escrever todos os dias no blog, pois há que fingir   toda uma vida social a decorrer.

isto é mesmo assim Jubileu, da mesma maneira que no outro dia a Dona Judite aviou com uma cavaca nos olhos do meu primo Juca, porque o gajo foi-lhe com uma conversa sobre os livros do Paulo Coelho. Táva-se a ver...

Com as devidas vénias, a ligação liveTV de Bento 16 a Fátima, fez-me lembrar a de Rui Costa á Luz aqui há uns anos. Messias, catedrais... 

 

 



zurzido por j-adn às 19:10
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

diálogos possiveis

- o xor deputado aí da fila de trás levante-se e vá bardamerda!

- mas ó xôr deputado.. oiça...

- ó xor deputado vá bardamerda, já lhe disse!

- tenha paciência xor deputado, vamos lá ver... a gente assim não se entende....

- ó xor deputado vá nadar num penico, não entendeu!?

- fodasse ó xor deputado... você também ás vezes...

- eu também ás vezes o quê, caralho?

- epá, parece que ás vezes é estupidinho o xor deputado!

- se é para ser assim insultado, vou-me embora xor deputado!

- e eu cagando! quero mais é que o xor deputado se foda!

- bom, também não é preciso aborrecermo-nos... 



zurzido por j-adn às 18:50
linker | teorizar |
|

repto

 

Resposta ao desafio BNC que este meu caro amigo lançou.

Eu sei que vais entender que tudo o que eu escrevesse abaixo desta imagem, seria evidentemente superfulo.



zurzido por j-adn às 18:43
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

...

desconfio que ando a viajar demasiado...

- quando me sento numa esplanada e procuro o cinto de segurança da cadeira.

- espero que acendam as luzes verdes antes de entrar em qualquer casa de banho

- no escritório procuro o compartimento superior para guardar a pasta

- estalo os ouvidos quando subo no elevador por causa da altitude

-  na bilheteira do cinema peço lugar á janela

- para entrar em casa tiro cinto, relógio e todos os objectos metálicos.

- no balcão da pastelaria apresento passaporte

- só carrego liquidos em sacos transparentes

 



zurzido por j-adn às 14:12
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007
...


zurzido por j-adn às 21:59
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

salmao com batatas

se há coisa que aprendi a admirar nos espanhóis, foi a frontaliade.

num coloquial almoço de trabalho, trocam.se ideias sobre futebol ou politica, alterna-se com calorosas discussões sobre regionalismo, aluma.se a questao basca, economia, grita-se, barafusta-se, tudo rematado com um tranquilo whisky.

isto entre colegas de trabalho de diferentes hierárquias.  sr doutor ou sr engenheiro, como sempre, é palavreado proibido. o distanciamento está ao nivel da facilidade com que mandam foder o politicamente correcto.



zurzido por j-adn às 21:46
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

Terça-feira, 9 de Outubro de 2007
...


zurzido por j-adn às 23:18
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

recepcionista


torre do tombo

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

Support Amnesty International
blogs SAPO
RSS