Terça-feira, 25 de Setembro de 2007
aaauuuuuuuuuuuuuuuu

Hoje pelas 20 horas, na fila 33, lugar 45 do Stadium de Toulouse, lá estarei a cantar o hino nacional a plenos pulmões.

A caminho de la France, para apoiar os Martins e os Lourenços, os nossos bravos estivadores, que têm hoje a última hipótese de ganhar uma partida contra os lelos da Roménia.

Pelo caminho, a ver se tenho tempo de ler o manual de instruções do jogo.  

 



zurzido por j-adn às 08:29
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (4) |
|

Segunda-feira, 24 de Setembro de 2007
viagens na tua terra

 E só para me quilharem, aterram 15 minutos antes do previsto. Ainda por cima não me perderam a mala. Há que ficar desiludido com esta gente que nem sequer é competente a ser incompetente.

Começa a estar agreste nas manhãs madrileñas.

Descobri que o Paul Austen tem o meu computador sobre escuta. Não sei como é que conseguiu, mas o ignóbil escriba conseguiu furtar-me a ideia base que sustenta todo o festival de defecação em que consiste as Viagens no Scriptorium.

Poderia considerar-me ofendido, se pelo menos a ideia fosse boa, mas a ideia em boa verdade era uma merda. Por consequência, o Paul é uma besta. Ponderei escrever-lhe um mail a insultá-lo, porém, acredito que a CIA  ou os Commandos iam filtrar tudo, não deixando chegar nada ao destinatário. Sim, a minha paranóia chega a esse nivel.

Não sei se já disse antes, mas a Jangada de Pedra também fui eu que alinhavei os primeiros parágrafos....pois, ah pois é. E depois é prémios noveles e nomes nas ruas. Já para não falar do Código do Dan Brown, que montei todo enquanto estufava meio quilo de grão de bico. Na altura achei que aquilo era pouco comercial, enfim...

 

 

  


múzzika: paranoid android

zurzido por j-adn às 22:37
linker | teorizar |
|

the highlander

múzzika: ai os imortais, os imortais

zurzido por j-adn às 13:24
linker | teorizar |
|

Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007
we didn´t start the fire - billy joel


zurzido por j-adn às 01:43
linker | teorizar |
|

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007
a carta esférica, ou o plano esférico, ou lá como se chamava aquela merda

 O Perez Reverte é tipo peixe espada, chato e comprido. Onda John Le Carré, mas em versão teenager. Se já o livro era uma traquitância peluda, tanto em português como em castelhano, concerteza a pelicula não podia ser melhor.

Tambèm só despende euros, sabendo á partida que o resultado seria agonizante, quem está verdadeiramente entediado. A moça que faz de Tangêr, então má mas mázinha, provavelmente saida de alguma sitcom da La Sexta ou pior, nem com a amostragem  seiática salva os 90 minutos. Curioso, que apesar das cenas de trungalhunguice sexual, o filme está classificado para maiores de 7 anos. Uns precoces estes manos.

Digo.lhe isto com toda a tranquilidade, sabendo que o Capitan Alatriste vende em barda por essa peninsula fora, apesar dos clichés eastwoodianos em que vai montado. Ainda estou para descobrir um heroi desses mau comos ás cobras que não fale só por monossilabos, enquanto olha de lado o horizonte.

Isto é capaz de ser da aspirina com imperial, enquanto engano a gripe, contando as horas para me ir plantar no terminal. Desta vez prevenido levo um vaso de barro e instruções expressas para me regarem a cada 15 minutos.

Um dia destes gravo um CD com a Ana Malhoa ou assim, para fazer as receitas reverterem todas para a secção de frutas e legumes do continente, pois nunca fui muito á bola com essa onda dos trangénicos. As cenas têm que ser naturais. Eventualmente com uma pedra de gelo, mas pouco mais.



zurzido por j-adn às 20:07
linker | teorizar |
|

Terça-feira, 18 de Setembro de 2007
apelo

Caro Fernando

vulgo exmo sr presidente da TAP

passa-se aqui uma questiuncula do foro voadeiro, maneiras que me dava jeito que me enviasse aqui um aparelho para me vir buscar, se não for muita maçada. faxabor.

dizem que os voos da TAP estão cheios para Lisbonne, o que me obriga na pior das hipoteses a ter de recorrer á vueling, que como o sr sabe é o equivalente a cagar um pè todo.

recordo-lhe que estes manos da ultima vez perderam a minha maleta, ficando desprovido de under-uéar durante um par de horas, com o pânico que isso acarreta. como deve calcular, saber que não me podia descuidar de forma nenhuma, foi uma pressão aterrorizadora.

o sr sabe que eu inclusivamente nem sou um passageiro muito chato, pois como tudo o que me metem à frente e nunca reclamo nem faço birras. apesar de não atinar muito com aquelas mousses com laranja, fui educado desta forma, e portanto esforço-me sempre para despachar a bandeja toda, esteja lá o que estiver.

as senhoras hospedeiras sabem sempre quando sou o primeiro a acabar, pois fico sempre tão orgulhoso, que meto a mão no ar e grito ; PRIMEIROS!!! digo-lhe a si sr presidente, que normalmente os outros passageiros são palermas, pois nunca ouvi ninguem gritar SEGUNDOS!!!, portanto ficamos todos sem saber quem efectivamente acabou depois de mim.

posto isto, aguardo que acolha este meu singelo pedido da melhor forma, e asseguro-lhe que não embarco na outra companhia de malfeitores, na esperança de visualizar o meu nome escrito nos placares electrónicos; Voo TAP 723 - Sr Que Come Sempre a Mousse Com Laranja.  

um amigo.



zurzido por j-adn às 22:30
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (4) |
|

dicas

Não há dúvida. Para ir jogar a São Siro com o Miguel Vitor e o Edcarlos, hay que tener un par de cojones que te cagas! Hombre, ja sabemos que no es Dios, pero so perder por 2-1, apresentado esta orquestra filarmonica, tiro-te a minha boina.

No entanto, continuo a achar que nos faz falta um calmeirão sueco no ataque. O segredo è esse. Não interessa se o gajo sabe jogar á bola ou não, tà nas estrelas, e se não acreditas pergunta á Maya que ela logo te deita as cartas, ou vê num búzio, ou num arroz de cabidela, epà ó José Antonio, eu sinceramente não sei como funciona essa maningância, é ligarares à mana e logo vês. 

Faz parte da história do futebol moderno hombre. O Benfica para ganhar na europa, tem de ter calmeirões suecos no ataque. Senão a máquina não funciona. O Pringle não era loiro, portanto não conta, se é isso que estavas a pensar. Á falta de melhor enche o Fabio Coentrão de aminóacidos e mete-o lá á frente. O puto como é oxigenado sempre disfaça.

 

Tens de entender que gajos como o Petit cresceram a ver um barrote sueco na Tv a marcar golos de toda a maneira e feitio, e isso ainda está gravado no subconsciente dos jogadâncios. Quando levantam a cabeça para meter o esfèrico na yàrea, e não encontram um escalpe queimado pelo sol, isso confunde os moços, com os resultados que se conhecem.

 

Vi aqui há atrasado o Mats a assistir a uma partida do glorioso. Não me pareceu tão gordo assim, que não possa fazer uns 15 minutos de grande nivel. Epá nós até já jogamos com o Hassan, por Dios! Além disso, senta-se ao teu lado a solução para os teus problemas na ala esquerda. Por isso, aguardo na próxima partida visualizar o Chalana a cruzar bolas perfeitas para a cabeça fulminante do Mats Magnusson.



zurzido por j-adn às 22:04
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007
...

vir trabalhar com uma meia de cada cor e aperceber-me disso numa sala repleta de gente: Priceless!

plano 1; passar o dia com os pés debaixo da mesa. idas á casa de banho estão fora de questão.

falha no plano; o parte frontal da secretaria não me cobre a visuliação meiática.

plano 2; deixar um pé debaixo da mesa e colocar o outro no balde dos papeis.

falha no plano; o balde é de utilização comum para 3 pessoas.

plano 3; tirar as meias por completo, e dar um ar portside de cascais à questão.

falha no plano; a visão das minhas pernas desnudas soltando pelugem debaixo da mesa, é capaz de não ser muito apelativa.

plano 4; fingir uma dor de barriga e ir a casa trocar de meias.

falha no plano; não tenho meias lavadas em casa. este era o único par.

solução; caguei.

 



zurzido por j-adn às 12:55
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (7) |
|

Sábado, 15 de Setembro de 2007
a divina comedia

Viana do Castelo, 15 Set (Lusa) - Um homem morreu quinta-feira "poucos minutos" após entrar no hospital de Ponte de Lima, depois da ambulância que o transportava ter estado parada "perto de 20 minutos" à ordem da Brigada de Trânsito, denunciou hoje um seu familiar.

 

"O problema é que, em plena A-28, a Brigada de Trânsito da GNR mandou parar a ambulância, alegadamente por circular com as luzes de emergência ligadas. Pediram documentos, fizeram o teste de alcoolémia por duas vezes ao condutor e perderam-se em formalidades, retendo ali a ambulância cerca de 20 minutos", criticou.

 

- ô xor condutor, que ideia é essa de andar cus pirelampes ligados, humm!?

- mas ó xô guarda, isto é uma emegência, trago aqui um....

- ahhh, desculpas! Vamo lá a bufar aqui no balonzinho faxabor, e com força tá a oubir?

 



zurzido por j-adn às 13:27
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2007
pô, discupa né?

 E o cabra pediu desculpa. Tá certo... compreende-se pá. O homem espavoriu-se  e lá vai alho. Ontem... eu não fiz nada...hoje, bom afinal as imagens já correram mundo... se calhar fiz merda...na volta é milhor pidi discupais. Simpatizo com a face humana deste individuo. Pode tacticamente ser tipo Luis Campos, mas é genuino como o Jorge Máximo. Enerva-se, grita, ralha, bate nas pessoas, oferece os seus serviços a meio mundo... assim tá bem. Claro como água.

Este povo espanhol questiona-me como é possivel o tal aldeamento onde estavam os Macanos ter voltado a alugar o quarto onde estava a criança. Mas estes gajos julgam o quê? Em Portugal a malta labuta, há que fazer pasta para pagar as sisas e o imi e mais o cuaralho meu! Queriam agora, só porque montaram um circo do caneco com periodistas a jorrar das sarjetas, os homens cerrassem os arrumos por tempo indefenido. Naaa... Ali não há palhaços meus amigos...

A cereja no topo do bolo, era o casal britanico contratar o José Maria Martins. Isso é que era.

 

 



zurzido por j-adn às 21:22
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

esse é o cara!

 

* proponho com efeitos imediatos que se enriqueça o léxico da nação em termos de altercações, com a expressão " mandar um bilhete á Scolari".

 

 



zurzido por j-adn às 13:21
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

¡que cagada coño!

José Sócrates esteve presente na secundária Quinta do Marquês, em Oeiras, a que erradamente chamou escola Marquês de Pombal, considerando o projecto de distribuição de computadores como "um dos mais emblemáticos do Plano Tecnológico".

Sucede que, hoje, só a TMN tinha computadores para entregar computadores. A ironia de ver o presidente da Optimus e a representante da Vodafone entregarem computadores da arqui-rival TMN deu-se quando Sócrates lhes pediu que também eles entregassem computadores aos alunos.

in jornal de negócios

 


múzzika: benny hill

zurzido por j-adn às 11:22
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

Quarta-feira, 12 de Setembro de 2007
...

É certo que os espanhois são campeões do mundo do balãocesto e o camandro, epá mas o melhor jogador deles chama-se Pau Gasoil.



zurzido por j-adn às 22:28
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

scuba

Por isto ainda não me dediquei ao mergulho. Não sei como vão reagir os meus intestinos á profundidade.

Em conversa com colega muçulmano que bule na mesma entreprise, fiquei a saber do inicio do periodo do ramadão amanhã. Ou seja, a partir de hoje á noite, o respectivo individuo só come e bebe (água inclusivé, perguntei), quando o sol se põe. 40 dias neste esquema. Talvez isso explique porque o Herbalife não faz sucesso junto a esta comunidade. Os autocolantes "perca peso agora pergunte-me como" nunca colaram nos Ladas Samara que varrem aqueles quentes povoados.

Fora de maningâncias, diz.me o camarada que após os primeiros 3 dias, o organismo habitua-se, não perdendo grandes quantidades de gordura no final do processo. Tecnicamente, o cristianismo deveria ter semelhante periodo de abstinência, mas desde que inventaram o Preço certo em Euros, a vida na paróquia nunca mais foi a mesma.

 



zurzido por j-adn às 21:44
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

Terça-feira, 11 de Setembro de 2007
Kaiowas - Sepultura

 

 



zurzido por j-adn às 21:42
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (8) |
|

here it is your moment of zen

 

Devo uma visita a Marrocos. Como devo uma visita á Holanda faz tempo. Como devo a mim mesmo o favor de não desperdicar tempo a perder tempo. É libertador quando  nos voltamos a aperceber de que o tempo é aquilo que queremos fazer com ele. Libertador e assustador ao mesmo tempo, pois a responsabilidade é um conceito inerente á gestão da liberdade. Somos responsáveis pelo nosso tempo, livres de optar onde estar, com quem estar, quando estar.

 

Independentemente das amarras sociais que muitas vezes servem apenas para desculpabilizar a inércia, somos seres livres e conscientes. Dependemos de nós, e das nossas capacidades. A consciência dos nossos limites apenas poderá advir da experimentação, deixando margem ao desapontamento resultado do humanismo a que pertencemos.

 

Invariavelmente, o desapontamento vem de terceiros, que erradamente espelhamos e tomamos como nosso, elevando fasquias imagináveis em torno de mentiras de caracter. Nada mais cobarde. A percepção com que gerimos o mundo á nossa volta, começa a ser realmente nossa, no momento em que entendemos que a visão que temos de nós próprios condiciona a forma como vêmos os outros. Bem ou mal.

 



zurzido por j-adn às 20:55
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (5) |
|

warning

 

 



zurzido por j-adn às 20:47
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007
...

 

Fallingwater de Frank Loyd Wright

 

 



zurzido por j-adn às 21:29
linker | teorizar |
|

vizinhança

 E se os radicais islamitas ganham as eleições em Marrocos, como parece provável? Embora mais moderado, Portugal passa a ter  "fronteira" com um Governo cujas simpatias vão das FIS da Argélia ao Hammas palestiniano.

Dentro da temática da tolerância e convivência entre povos, Ian Buruma aproveitou a morte de Theo Van Gogh, cineasta holandês assasinado por um fanático entretanto condenado a pena perpetua, para explicar a panela de pressão em que se tornou a sociedade holandesa. E bem.

Se, o supostamente mais liberal pais da Europa, vive em sobressalto pelo entrosamento dos emigrantes, como estranhar o passado em Paris, ou mesmo aqui em Madrid? Ainda de acordo com o livro, 45% da população de Amesterdão é hoje estrangeira, chegando a 52% em 2015. Demonstrativo.

Parece-me normal e expectável, que as integrações tragam alterações, choques, clivagens, sendo que muito do futuro de um pais se jogará na forma como souber melhor gerir esse movimento de massas.  A emigração é hoje em dia, um pouco por toda a europa um fenomeno incontornável, e mesmo necessário.

A intolerância é uma esparrela demasiado fácil e imbecil de se cair, de parte a parte, tomar acidentes como medida, excitar a opinião pública, semear boataria e inverdades.

Pelo que me foi dado a entender, e ignorante encartado me confesso na matéria,  o Islão será tão perigoso hoje como foi o Cristianismo na altura da Inquisição. Tudo o que é levado ao fanatismo e ao radicalismo resulta invariavelmente em morte e chaçina. Apenas mudou o tempo e as armas, os principios são os mesmos. 

Ian Buruma é reporter da Time e autor de A Morte de Theo Van Gogh. A Time diz que é um dos 10 melhores livros de 2006. Vale o que vale.



zurzido por j-adn às 18:49
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

Domingo, 9 de Setembro de 2007
"Almoust Famous"- Tiny Dancer


zurzido por j-adn às 16:56
linker | teorizar |
|

Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007
corridinho

 Ele se há coisa que me faz espécie... é toda a gente saltar automaticamente da cadeira assim que o avião para. Mas as cadeiras têm picos? Está tudo com ataques de claustrofobia? O avião para... atenção tripulação, portas em disarmed... e daí até que abram as portas, que não lhes dê uma dor de barriga.

Mas tá tudo de pé! Tudo á espera, olhos nos olhos, olhos na tripulação " epá olha que eu levantei-me primeiro hã,!?", olho no compartimento das malas... esgares desafiadores " daqui á porta demoro quanto tempo? este gajo da camisa aos quadrados se pensa que se vai meter á minha frente fodo-o já!"... Compasso de espera, silêncio...suores frios escorrem pelas testas....

Portas abertas ; JÁ!!!! Começa a fuga das galinhas..... Uppppaaa!! Anddereandereéée AAAArribbbbba!!! Pam pam, é ver as malas a voar, ah e tal desculpe... é preciso é chegar á rua deeepresssssaaaa.!!

Pifia maratona ao depararem com a interminável manga, ou o ônibus pronto para levar o rebanho até aos terminais. "Mas passei á frente do gajo da camisa dos quadrados."  Se na manga, a maratona continua, acabou tudo de sair do avião, mas vai tudo em passo rápido como se fosse logo de seguida apanhar outro, é sempre a andar!  Vamos zzimbora Cárina, não há tempo a perder.

 

Até porque andar com um ar apressado dá um ar altamento ocupado e consequentemente importante. Sempre que vejo uma pessoa a andar depressa, tenho a certeza absoluta de que se trata de alguém importante. Devia começar a pedir autógrafos a esses meio-fundistas, não vá aquilo um dia valer um dinheirão no e-bay, e eu com as prestações do micro-ondas para pagar.

Na grande maioria dos casos, a corrida mais louca do mundo, termina quando chegam á recolha de bagagem, y tranquilitos que los tios de las equipages siguen trabajando despacio, despacio. Ai, temos pena. Há mesmo que esperar. Ou no caso meio-fundista profissional, leva só equipaje de mano claro, é vê-los a seguir corrida terminal fora rumo ao ar puro, andare andare !

Rua finalmente! Fila para os táxis.



zurzido por j-adn às 00:12
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (3) |
|

Nessun Dorma


zurzido por j-adn às 00:08
linker | teorizar |
|

Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007
afinar acordes

 Ainda um dia eu hei-de, há beira do mar, pegar na minha guitarra e pôr os peixes a cantar... (entra uma manada de vacas e recolhem o cantor aos seus aposentos)

Isto se soubesse ao menos pegar na guitarra. Anda aqui uma tipa que desde há coisa de 3 ou 4 dias traja uns vestidos curtos de rodilha á mostra, calçoneta branca a denunciar curvas, soltando feromonas de erotismo barato. No entanto há um "je ne sais quois" naquele ar de rameira. Não fosse o cabelo oleoso, o mau hálito, e as unhas carregadas de esterco, teriamos aqui uma belissima candidata a Emanuelle.

Mas isto é feio falar sobre as outras pessoas. Daqui a algum tempo tenciono escrever sobre a temática do alcovitarismo, um tema que me é querido ultimamente, tendo-me debruçado a estudar o fenómeno atentamente. Demasiado tempo livre, julgo eu.

Pelo sim pelo não, tenciono acabar rapidamente com o Kafka. Um gajo ou lê Kafka ou não lê Kafka, é como ter miáufa de dropar um Half-Pipe. Há que soltar a pelugem do peito e arrebatar a contenda. É bom de ver que Kafka não me parece ser leitura para um gajo  se armar, ainda por cima em castelhano; do tipo ahh pois pois ando a ler Kafka -  e depois alguém te pergunta qualquer coisa sobre a maningância envolvida e toda a tribo fica a saber que não percebeste um caralho do livro.

E mesmo esta história de andar constantemente a alvitrar os livros que se lêem tresanda a jactância. A leitura é uma cena privada, tipo masturbação, mas menos envolvente. Já aqui há atrasado roçei este assunto, julgo, ou então é apenas a putativa paranóia a dar largas a si mesma.

(entra o louco e grita) - Vêde meu povo como sou iluminado, como preparo as mulas para aparelhar  o arcaboiço intelectual upa, upa.

Seria muitissimo mais aborrecido falar sobre a actualidade convenhamos, para isso existem 93 milhões de blogs, isto só no Baixo Alentejo. Largo por isso aqui os resquicios da sandes do almoço, e reparem que disse sande no singular, para dar um ar mais campestre á prosa, em homenagem a Miguel Torga, que me ensinou os Contos da Montanha. Apesar do Fernando Namora escrever igualmente sobre o meio aldeão português com igual potência, mas...

Isto tudo para concluir que; Kafka não é mais ou menos que Torga; Seja, Kafka é um duro, um dos bravos do pelotão, mas Torga escrevia como um Deus. Esta mania de desprezar o nacional, quase mas mesmo quase roça Saramago, raisparta.

 

 

 

  

 

 

 

 


múzzika: ex votos

zurzido por j-adn às 13:33
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (3) |
|

sponsored by CGD
Jogador do Tonga adopta nome do patrocinador

A mudança de nome do jogador do Tonga Epi Taione para Paddy Power está a suscitar controvérsia na semana em que começa o Campeonato do Mundo de râguebi, em França.

 

Não sendo já desgraça suficiente um individuo nascer no Tonga, andar a marrar contrar outros como forma de vida, e chamar-se Epi Taione, ainda tem a brilhante ideia de mudar o nome para Paddy Power!  Aqui está a clara prova de que as pancadas sucessivas no crânio  afinal têm mesmo nefastas consequências.

Portugal podia bem seguir esta "brilhante" estratégia de marketing, e mudar o nome de um dos seus jogadores homenageando o sponsor oficial da FPR, a CGD. Teriamos provavelmente um Lourenço Caixa Geral de Depositos, ou um Francisco Caixa, quiça um Martim Geral assim só para facilitar.



zurzido por j-adn às 11:11
linker | teorizar |
|

e agora para algo completamente diferente

 72 horas mais tarde....

Terminal 2. Parece-me lógico nesta altura entrar em contacto com o pessoal do aeroporto no sentido de apurar a hipotese de alugar ali um quartinho. Uma coisa simples, sem grandes luxos. Cama e asseos seriam o suficiente. Eventualmente um frederico com umas mines, e uma conexion iñalambrica uuíiifíiii á la interné...

A principal diferença entre eu e a Linda de Suza, é que não sei cantar o fado. Também não uso mala de cartão, pois aquilo é capaz de se amachucar nas andanças. Além disso, também não vou a pé pelo trilho do comboio, pois parecendo que não aquilo moi os pés e no avião um individuo sempre tem direito a uma sandes embrulhada em papel celofane. Pensando bem, não tenho nada a ver com a Linda de Suza.



zurzido por j-adn às 02:31
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

Terça-feira, 4 de Setembro de 2007
xiii... vais dar uma ganda bolta

 A partir das Lages do Pico, Açores, Genuino Madruga a bordo do Hemingway começou a sua 2ª volta ao mundo em solitário.  Chega hoje a Cabo Verde, primeira etapa na rota que o vai levar ao Brasil, Uruguay, Argentina, Chile, Australia, Timor, Madagascar, Africa do Sul, Sta Helena...

Site para acompanhar com actualizações diárias.



zurzido por j-adn às 11:46
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007
Paco de Lucia, John Maclaughlin, Al di Meola

 



zurzido por j-adn às 22:59
linker | teorizar |
|

bad trip

 

14:00 - Chegada ao Aeroporto de Lisboa para Check In no voo TAP das 15:15 para Madrid

14:15 - Check In não autorizado. Voo em overbooking. Pedido para upgrade de bilhete.

15:00 - Pedido negado. Avião ocupado até nas casas de banho. Diriga-se ao balcão da Groundforce para pedir reembolso e novo bilhete.

15:10 - Fila para o balcão da Groundforce. Sou o 45º.

17:00 - Fila para o balcão da Groundforce andou 1 metro e 40 cm. Desistência da fila, solicitação á companhia para a reemissão de bilhete para o voo das 17:45. Bilhete emitido.

17:15 - Check in para o voo das 17:45 não autorizado. Voo em overbooking. Diriga-se ao balcão da Groundforce para solicitar reembolso e emissão de novo bilhete.

17:30 - Café e cigarros em abundância. Wc; urino com raiva contra as paredes do mictório. Maldigo toda a minha vida, infância incluida. Solto 3 hurros sonoros.

17:32 - Reserva de bilhete para o voo das 19:40 por telefone apesar de estar dentro do Aeroporto. A fila para o balcão TAP dava 3 voltas a si mesma.

17:35 -  Check in para o Voo das 19:40 autorizado.

17:47 - Almoço no MacDonalds da sala de embarque. Cigarros e café. Tripa ás voltas.

17:52 - Cagada massiva.

18:00 - Civilization IV no portátil. Afinal nem tudo está perdido, apesar das invasões bárbaras.

18:40 - Aviso de atraso nos monitores. Voo TAP das 19:40 está atrasado, partida prevista para as 20:20.

19:10 - Bateria do portátil acabou. Pilho rede eléctrica ao Aeroporto sentado no chão feito indigente. Civilization IV soma e segue. Os franceses declaram-me guerra.

20:02 - Cigarros na smoking area. A nuvem é densa e espessa não deixando ver os outros passageiros. Pelos ruidos sei que não estou sozinho.

20:32 - Porta de embarque aberta. Avaria nos computadores do terminal.

20:35 - Inicio ao embarque no autocarro.

20:51 - Autocarro recebe autorização para iniciar viagem rumo ao avião.

21:00 - Embarque no A320 "Gil Eanes" rumo a Madrid. Videos de segurança, miudos aos gritos. Ninguém pede desculpa pelos atrasos.

21:15 - Autorização para descolagem. Tempo estimado de voo ; 50 minutos.

21:34 - Em protesto pelos atrasos, recuso-me a comer a mousse com laranja.

23:10 (hora local) - Aterragem em Barajas. Temperatura exterior - 18 graus. Inicio da viagem entre a pista e o Terminal 2.

23:30 - Terminal 2, saida do avião. Inicio viagem rumo á saida do Aeroporto, fila para os táxis.

24:15 - Chegada ao centro de  Madrid.

Tempo de viagem - 9 horas e 15 minutos. Priceless! Há coisas fantásticas não há?

 

   

 

 


sinto-me: espetacular!

zurzido por j-adn às 13:28
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (9) |
|

direito de resposta

Ao abrigo de decreto-lei barra não sei quantos, de não sei quando, publico na integra o direito de resposta que eu escrevi a mim, no âmbito de polémica chamada de Pepe á selecção.

Eu não me podia deixar a mim ficar sem resposta, pelo qual me saúdo a coragem com que tratei o caso face a mim mesmo.

Caro Imbecil;

Crês sinceramente que quase todas as federações de futebol da europa, e não só, estão equivocadas e tu é que estás certo? Porventura te parece que num tempo de globalidade e globalismos, esse tipo de posições são coerentes? Com a mobilidade de pessoas e consequente entrosamento nas mais diversas sociedades, não te parece viável que os cidadãos que adquiram direitos e obrigações perante um pais, o possam igualmente respresentar desportivamente?

Acaso não leste tal como eu li, que a Dinamarca aumentou substancialmente os seus indices produtivos após a vitória no Campeonato da Europa de Futebol em 1992, sendo um dos principais alicerces do estudo conduzido por um psicologo importante que agora não malembra o nome? Não te parece assim justificável, que as federações ou os próprios Governos façam investimentos numa área que sabem de retorno garantido?

Sempre teu,

eu



zurzido por j-adn às 13:19
linker | teorizar |
|

recepcionista


torre do tombo

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

Support Amnesty International
blogs SAPO
RSS