Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008
obituário

este blog acabou.

até já.



zurzido por j-adn às 14:42
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

Sábado, 19 de Janeiro de 2008
supafacial - coldfinger

os coldfinger, da margarida pinto, que não, não é a moça que aparece no video,  até quando sem a merecida audiência?

Do cardona (ex- blasted mechanism), da voz e das misturas.

E vejo carradas de porcaria empacotada e promovida nas estantes da fnac.

bem sabemos que os musicos ja nao vivem dos cds, mas sem promoçao, como chegam aos concertos?

voltando ao salero do lado que praticamente so consome musica interna tantas vezes de qualidade duvidosa, entao e por aqui? nao temos qualidade?

temos. ah e as quotas de musica na radio e tal, pois etc etc.

canso-me a mim próprio em argumentaçao.

muita vezes antes sequer de escrever esgoto os temas na minha cabeça. 

noutras a escrita flui, decantando nao sei onde, indo parar a nao sei que 

este blog anda a derivar para uma onda urbano-patriótica.

um dia destes formo um novo partido de direita, ou então junto-me ao manel monteiro, para ver se o homem consegue juntar malta suficiente para fazer umas peladinhas ao fim do dia.

jogo a trinco.

 

 

 



zurzido por j-adn às 22:25
linker | teorizar |
|

pokito a poko - chambao

já não me lembro se coloquei aqui antes esta cancion, se o fiz recoloco, whatever , a mari dos chambao justifica

volver a españa, matar saudades de tapas y cañas, este  pais que me encanta, sorriso

gosto de tudo aquilo, que queres que te diga joder!?

frontalidade; que cojones, fiesta y labor.

jamon ibericos em pao de 15 dias, mas que importa isso, se a alegria desponta na rua?

colores nuevos. muita cor, españa tem  cor, muito salero, pouco cinzento

muito vermelho e negro. a cor tem cor. o cheiro tem cheiro.

os olhos pintados, o traço negro, cabelos, a pele, o dançar

copos ao alto e brindes

tao diferentes e tao iguais a nós.

vamos de chopitos y cañas, otra mas

afinal fado y flamenco é tudo conversa de guitarras.

 



zurzido por j-adn às 22:04
linker | teorizar |
|

Domingo, 13 de Janeiro de 2008
volto já


zurzido por j-adn às 21:09
linker | teorizar |
|

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008
momento flexional

- Não me espanta esses instintos, pois o homem "só" saiu da floresta há 25 mil anos.

Jack Nicholson arqueia as pestanas , soturno, enigmático..

a chave de toda a expressão está no "só".

Só 25 mil anos.

Seja, realmente comparando com o meio em redor, existente há milhões de anos, ou formado em camadas milenares gota a gota, o homem enquanto ser que habita esta planeta não passa de um parnasiano acabado de chegar.

Mais; enquanto evolução da espécie, estamos ainda numa fase inicial se comparados com a grande maioria dos animais.

Onde quero eu chegar com isto? Não sei. Mas estou a gostar.

Não deixa de ser frustrante pensar que a nossa chama de vida se consumirá  muito antes de atingirmos o climax enquanto espécie. E será que o climax existe, ou a espécie é mutável constantemente, consoante o meio ambiente em que se insere?

 

Por outro lado, é confortável saber que vivemos numa época em que "ainda" disfrutamos de alguma estabilidade planetária apesar de toda a ameaça ambiental. Dentro de algumas gerações, e caso se mantenha o estado actual, a espécie passará certamente por dificuldades em perpetuar a evolução, ou mesmo a continuidade.

Nessa altura, e a fazer fé nos programas espaciais, é tempo de ir pregar para outra frequesia, plantar batatas noutra terra.

Vistas as coisas numa óptica de Administrador deste imenso Condominio planeta Terra ;

- Estes gajos chegam aqui e pensam que isto é tudo deles, traçam fronteiras a regua e esquadro e arranjam merda com os vizinhos , partem e sujam isto tudo, e depois põem-se na alheta! 

Olha ca...ca...ca...

Pois.

 



zurzido por j-adn às 10:21
linker | teorizar |
|

Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008
...

 

lyndow wade photography



zurzido por j-adn às 23:54
linker | teorizar |
|

...

o meu sonho era ser dublador nos canais de cabo.

poder dobrar aqueles diálogos fantásticos em programas de motos, ou de viagens.

e dizer;

 

- Ohhh, ora bolas Pete, estás a abusar da sorte.

 

isso é que era



zurzido por j-adn às 23:43
linker | teorizar |
|

...

 

fernando vicente



zurzido por j-adn às 23:41
linker | teorizar |
|

morre com força

há coisas sagradas, intocáveis, partes do imaginário, independentes de atestados de qualidade, partes do crescimento.

Die Hard é assim; John Maclane é uma instituição.

Yppi kay ye motherfucker!

A partir do primeiro é esticar a corda, chegar ao quarto é assassinar a sangue frio todo uma babel de recordações, veneração do espirito  filme de acção dos 80´s.

Certo que os eighties estão na moda, mas há coisas que lá deviam ter ficado. Pegar-lhes, vê-las, recordá-las, não refazê-las.

Live free or Die Hard é a completa negação de toda a saga Maclane. Cenas inverosimeis, enredo confuso, argumentário pobre... una tremenda cagada coño.

 



zurzido por j-adn às 10:29
linker | teorizar |
|

...

 

jens stuart

 



zurzido por j-adn às 10:26
linker | teorizar |
|

Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008
Babyshambles - Delivery

Concerto mudado do coliseu para o LUX, força da bilheteira?; claramente, não deviam estar mais de 300 freaks naquela cave da rocha conde de óbidos.

Os rifs são bons, potentes, punk very british rasgado, tudo navega apesar da merda cada vez mais evidente do técnico de som, feeds por todo o lado, espetáculo da paróquia.

Concerteza que Pete Doherty pode dar-se ao luxo de mirar a plateia com aquele ar de segunda-feira, desprezo-vos comuns mortais, afinal de contas eu como a Kate Moss e vocês não. Por isso é normal e quase óbvio que o maior hit da banda se intitule "Fuck Forever". Claro.

Pode a banda sobreviver pela força do seu front man? Pode. Pazadas de adolescentes presentes sem conhecerem uma música, porque o Pete estava lá. O Pete apesar da escáfia ambulante que aparenta, tem um sentido de espetáculo raro. Mesmo perante uma plateia de meia dúzia de gatos pingados o homem saca stage dives, atira compal de maçã (que bebeu o concerto todo!), distribui o microfone pelo público.. etc etc

O inverso pode também acontecer. Podem nunca ser levados a sérios, porque afinal são a banda do Bad Boy Pete, que afinal não passam de media bubbles, paparrazzis e pouca uva. O que seria uma pena, pois há ali material, há ali Trainspotting, Blur, Sex Pistols, Nick Hornby, Irvine Welsh.



zurzido por j-adn às 12:03
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008
...


zurzido por j-adn às 12:42
linker | teorizar |
|

...


zurzido por j-adn às 12:39
linker | teorizar |
|

...


zurzido por j-adn às 12:36
linker | teorizar |
|

...


zurzido por j-adn às 12:34
linker | teorizar |
|

...


zurzido por j-adn às 11:05
linker | teorizar |
|

...


zurzido por j-adn às 11:04
linker | teorizar |
|

...


zurzido por j-adn às 11:03
linker | teorizar |
|

...

 



zurzido por j-adn às 10:59
linker | teorizar |
|

Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008
procrastination


zurzido por j-adn às 14:04
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

regresso ao futuro
Voltei a Lisboa.
A Lisboa do meu pais. Portugal. O meu pais com que já me aborreci vezes sem conta, as mesmas talvez em que fizemos as pazes. Grito-lhe e mando-a á merda. Já mandei. Fizemos as pazes.
O pais que senti falta. Aquele onde voltei para tentar outra vez. Vamos lá ver se é desta, eu agarro-te e tu não cais. O governo, a OTA, a ASAE e o raio que os parta a todos. Os impostos e a revolta ao fim do mês. O 31 das urgências, mais a banca e o diabo a 4.
Mas é aqui também o pais da solidariedade. Em que tudo o que está mal fica para tráz quando é preciso ajuda. E se Portugal precisa de ajuda. Onde palavras como dignidade e espirito de sacrificio ainda fazem sentido.
Onde conheço gente corajosa que cerra os dentes e vai á luta, que maldiz a sua vida mas não a trocaria por nenhuma outra. O fado.
Gente que se emociona pelos feitos dos portugueses no mundo, que chora ao ouvir o hino esteja lá onde estiver, que assa sardinhas na marquise. Ahh orgulho bacoco, nacionalismos palermas? Seja. Isto é mesmo assim. 
O Algarve no verão, o Tejo, o Norte, o Alentejo. Mas há lá isto no mundo? Há, mas não é a mesma coisa. Ameijoas á Bulhão Pato e um Cozidinho á Portuguesa?  Voltas e reviravoltas, aeroportos, gentes, pessoas, ruidos e mundo que não vi igual.
As pessoas, o que faz um país são as pessoas.
Voltassem as mentalidades um pouco maiores, e seria imparável esta nação que já antes conquistou meio mundo.
Fosse a enterrar a merda do sindicalismo á 25 de Abril que serviu quando serviu e acabou, e talvez o caminho fosse para frente. Saudosistas de quê? Da miséria? Subsidios de mediocridade não temos, volte para a semana. 
Temos saudades do futuro e passamos a vida a olhar para trás.
E é para esta Lisboa que voltei. E é nesta terra que lentamente recrio laços com o que não vi, não cheirei, não senti durante algum tempo.
Tempo o suficiente para querer estender a mão ao meu país e dizer-lhe; conta comigo. Vamos lá levar esta merda para a frente! Vamos parar com os queixumes e vamos trabalhar!
 
Exigiremos a quem nos governa que não envergonhe a nossa bandeira, que preste contas ao trabalho feito, que faça o melhor que puder e souber. Que não se deixe cegar por siglas e tratados, que mande ás couves orgulhos partidários; mais; queremos que os partidos se fodam, queremos é que levem o país para a frente.
A padeira de Aljubarrota e o Viriato cá voltarão se necessário for, para vos aviarem dois murros nos cornos, não duvidem, a alma de um povo não morre assim.
 
Vamos Parar de falar mal do país, e vamos trabalhar, ou julgam que nos outros não há problemas? Não olham á vossa volta? Nós temos tudo. Temos a gente, temos a força. A história não vos diz nada? Com muito menos já fizemos muito mais.O caminho é duro e longo, mas apenas depende de nós o futuro que construimos.
Vamos levantar-nos duma vez por todas.
Sim, é para este pais que voltei. Porque acredito.
Acredito em Portugal.


zurzido por j-adn às 09:49
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (8) |
|

...


zurzido por j-adn às 09:45
linker | teorizar |
|

Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008
são 5 euros sem chumbo sff

...eu se fosse o João Cesar das Neves, era gajo para escrever um texto sobre o preço do barril de petróleo. Começava por lembrar que há um ano atrás um barril custava 59 dólares e agora custa 100.

Talvez fizesse alguma alusão á guerra do Iraque pelo meio, tratando o assunto com a merecida ironia, ligando pontos e repontos, talvez zurzindo teorias da conspiração.

Falaria certamente na incompetêcia com que o ocidente gere o assunto petrolifero, ou talvez recorresse aos resultados de algumas empresas, para demonstrar por A mais B como este galopante desgoverno mercantil tem sido tão agradável para alguns(poucos).

Quiça chamaria a atenção para o facto de o assunto ser quase religiosamente evitado, em quase todos os discursos de quanto é politico influente por esse mundo fora.

Que a OPEP tem muito poder sim senhor, que afinal regulam meio mundo conforme lhes dá na real gana, que neste mesmo periodo no ano anterior e face a informações de menores reservas, os preços eram apesar de tudo muito mais baixos, contrariando assim qualquer lógica neste matéria....

mas isso era se eu fosse o João Cesar das Neves.



zurzido por j-adn às 10:14
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (2) |
|

Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007
How to break up with your girlfriend

múzzika: lev yilmaz

zurzido por j-adn às 17:01
linker | teorizar |
|

Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007
isto tecnicamente falando

azar do caralho é quando um individuo embarca numa chata para emigrar para a Europa, e vai encalhar em Olhão.



zurzido por j-adn às 12:25
linker | teorizar | vizualizar o comentarismo (1) |
|

irreverência é isto mesmo
dia 01 de Janeiro de 2008 vou á missa só para acender um cigarrinho durante a distribuição das hostias.

zurzido por j-adn às 11:02
linker | teorizar |
|

...

E estes são os meus principios!!!

bom, mas se não gostares deles tenho outros...

 

Groucho Marx,

tradução livre



zurzido por j-adn às 01:09
linker | teorizar |
|

noa & nicola Piovani - beautiful that way

múzzika: isto deve ser o espirito natalicio

zurzido por j-adn às 00:11
linker | teorizar |
|

Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007
...

repare-se que este blog não é urbano depressivo o suficiente, para embrenhar-se nos normais textos natalicios ou de balanço anual.

 

em caso de dúvida é consultar as crónicas do alberto gonçalves na sábado.

começa a chatear-me que o alberto traduza por palavras quase tudo o que me assoma a mente.

 

entretanto não tenho léxico suficiente, para descrever o actual estado da clara de sousa.

 



zurzido por j-adn às 23:50
linker | teorizar |
|

...


zurzido por j-adn às 23:48
linker | teorizar |
|

recepcionista


torre do tombo

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

Support Amnesty International
blogs SAPO
RSS